Veja também:

30 de maio de 2012

Nao se fazem mais cavalheiros como antigamente...

E lá vou eu com minha bicicleta de manha cedinho.
Passo na padaria, compro meu croissant.
Venho pelo centro, depois pela estradinha arborizada.
Que dia lindo! Que sol gostoso!
Até que.... BOOMMMM! Fui atingida por algo desconhecido.
Um ser aparece na minha frente tentando alcançar a velocidade do som com suas pedaladas. O tal resolveu mudar de rota bem na hora que eu estava passando. Ele, todo engomadinho, com seus cabelos grisalhos, aparentando ter uns 40 e poucos anos, me derrubou bruscamente.
- Oh my God!  - Eu digo após perceber o que havia acontecido enquanto tento me levantar do chão.
E ele lá, parado, me olhando de boca aberta e com aquela cara de doce de milho cozido.
- You were too fast, Sir! - Eu já estava nervosa.
- Yes, I was a bit fast. 
Minhas pernas tremiam. Notei alguns arranhões pelo corpo. E a infeliz criatura continuava me olhando.
Em nenhum momento ele perguntou se eu estava bem, se precisava de ajuda. Continuou simplesmente lá, presente apenas com o corpo, contemplando o seu feito.
Um casal de turcos que trabalha no restaurante ao lado veio correndo a porta para ver o que acontecia.
Eu lá, toda atrapalhada, dolorida, tentando levantar o que sobrou da bicicleta e nenhum dos prezados senhores se ofereceu para ajudar. O turco cochichando em turco com a turca e o ciclista ainda boquiaberto.
Na minha humilde opinião, isso nao é atitude de homem...

27 de maio de 2012

Outlet

Para quem quer fazer um passeio de compras diferente, pode visitar o Wertheim Village. Localizado na região da Bavaria, essa galeria é uma espécie de open mall temático. As lojinhas são pequenas, em estilo antigo, tradicional alemão. O local é bastante acolhedor e o atendimento mais exclusivo. Nas vitrines, brilham as coleções de Hugo Boss, Calvin Klein, Marco Polo, Guess, entre outras... A parte boa: todas as lojas são outlets, com precinhos bem inferiores aos encontrados no comércio. Tirando a parte das compras, o passeio também é muito agradável, o ambiente tranquilo e rodeado de muita natureza. Ônibus saem de Frankfurt em excursões diárias, a passagem custa em torno de 10 Euros.
Agora vamos ao que interessa: os precinhos.
Minha aquisição favorita do dia - sneakers da Nike cor de rosa, igual a esse aqui:
Preco no Wertheim Village: 27.00 Euros (64.41 Reais)
Preco em Frankfurt: 32.00 Euros (79.91 Reais)
Preco no Brasil (Mercado Livre):  124.00 Reais

Sim, vale a pena dar uma passeadinha por lá...

24 de maio de 2012

E o sabão de roupas?

uma continuação do post de ontem...


- Nao, você nao vai colocar essa tinta no seu sabão!  - disse o alemão.
- Porque nao? - repliquei eu.
- Te dou 3 motivos: primeiro porque está escrito na bíblia para amarmos ao próximo. 
- Sim, eu amo o meu próximo, por isso vou ensinar a ele uma lição.
- Segundo: Você pode acabar gerando um sentimento muito negativo, o que nao é bom. 
- Mas eu já tenho um sentimento muito negativo dentro de mim agora! 
- Terceiro: Se a tal pessoa é tao folgada a ponto de usar o seu sabão por esse tempo todo, ele ou ela também pode estar sendo folgado de usar a sua máquina de lavar e a sua água! Você nao sabe disso porque fica fora de casa o dia inteiro. Aí quando voltar pode encontrara sua máquina cheia de tinta, e vai ficar ainda mais caro o prejuízo. 
- Ok, você me convenceu. Eu vou esquecer essa ideia e deixar apenas uma cartinha... 


É muito chato quando agente se sente usado. Pode ser uma coisinha pequena como esse probleminha do sabão. Mas as vezes é simplesmente a gota d'água que faz transbordar o copo já cheio de outras preocupações. Principalmente quando isso vem acompanhado de um monte de trabalho, TPM, e coisas do tipo... Mas o primeiro motivo que o alemão me deu deveria ser suficiente para me fazer mudar de ideia: o amor! Como é difícil amar as pessoas hoje em dia... Como é difícil amar alguém imperfeito, alguém que nos fez mal, alguém que nem conhecemos...
O amor, no final de tudo, nao é um sentimento, e sim uma escolha!




23 de maio de 2012

Seria muita maldade?

Aqui na Alemanha é muito comum que a máquina de lavar roupas fique em um quartinho especial no subsolo do prédio. Todos os moradores lavam suas roupas lá e deixam os acessórios como sabão, amaciante, em cima de suas respectivas máquinas. Tudo sempre funcionou em paz e harmonia até que...
Há algum tempo atras eu comecei a achar que o nível do meu detergente de lavar roupas estava descendo muito rápido. Fui no mercado e comprei um outro novinho. Nunca usei, deixei lá no mesmo lugar, como uma isca. Ontem fui conferir e o detergente está pela metade...
Seria muita maldade se eu misturasse tinta para tecidos no meu detergente e deixasse lá novamente?
Pelo menos eu iria descobrir quem é o engraçadinho...

Tem baby chegando por esses dias...

Acho que a população mundial está aumentando consideravelmente esse ano. Várias das minhas amigas estão grávidas. Eu fico babando e ainda dei uma de paparazzi esses dias...



O bebe da Michi será uma Überraschnungskind, ou seja, só saberão se é um menino ou menina na hora do nascimento e aí então decidirão o nome. Isso dificulta o trabalho de quem quer comprar um presentinho... Ai, eu amo babies...

22 de maio de 2012

Clube da Luluzinha

Um passeio apenas entre garotas, antecipando as comemorações do casamento de uma delas. 


Eu sempre sou aquela que ajusta o timer na câmera e sai correndo para conseguir aparecer na foto.


Uma tarde jogando minigolf - nao é tao fácil quanto parece... 


Momento light... Burger King. Se engordar nao cabe no vestido... 


Muita bagunça no apartamento, seguida por um momento patricinhas, jantar em um restaurante italiano e passeio anoite na cidade.  
E muitas felicidades para a noiva... O casamento já está chegando!


18 de maio de 2012

Coisas que eu realmente gosto # 11

Quando eu era criança, todos os domingos na igreja eu observava uma jovem moca que tocava o piano. Eu segurava meus dedinhos apertando-os uns contra os outros na tentativa de suprimir meu desejo, pois sabia que nao me seria permitido tocar naquele instrumento.
Lembro-me de ter sido presenteada em algum natal ou aniversário com um pianinho de brinquedo, tipo este daqui:


E foi restrita a apenas duas oitavas, tentando tocar as músicas que eu ouvia na televisão, que meus pais decidiram me colocar em um curso de piano de verdade, para a minha alegria.
Naquela época, com recessão, Collor de Melo, Cruzeiros, e todos os problemas econômicos que o Brasil enfrentou, pagar um curso de piano nao era nada fácil e eu sabia disso.
Eu passava as manhas em uma escola normal e as tardes no conservatório. As meninas normais da escola seguravam o Tchan e o Bomchibom chibombombom enquanto para mim música brasileira era Villa Lobos ou Ernesto Nazareth.
Terminei o curso de piano aos 17 anos e em seguida fui para a universidade - de engenharia, nao de música...
Nao havia mais tempo para praticar como antes - agora também nao tenho esse tempo e acho que nunca mais vou ter! Perdi muita da agilidade e técnica que um dia já tive. Mas ainda gosto de me sentar ao piano nas horas vagas e deixar a música me embalar.
É só fechar os olhos. Bach me leva de volta para casa...







17 de maio de 2012

Sorteio de Aniversário do Blog!!!

Há 3 anos atrás eu queria mostrar para a minha mãe como era a cidade onde eu morava, Halifax no Canadá.
Foi aí que tive então a ideia de fazer um blog.
E esse foi o meu primeiro "post": clique aqui
De lá para cá, muitas coisas aconteceram...
Deixei o Canadá, embarquei nessa jornada para a Alemanha, fiz novos amigos, matei saudades dos antigos, continuo com saudades da família, experimentei muitas comidas, viajei, tirei fotos, aprendi muito, chorei, cansei, recuperei as  forças, dei risada, e continuo escrevendo...

Sou grata a Deus por ter estado comigo e me abençoado por todo esse tempo. 


Então vamos lá... 
Promoção de aniversário do Diário da Engenheira!
Como o blog tem 3 anos, serão 3 ganhadores, 3 brindes surpresa: algo do meu passado, algo do meu presente e algo que eu espero do futuro!
Quem quiser participar, é só deixar um comentário neste post! 
O sorteio será realizado no dia primeiro de junho, em Roma! 
Boa sorte a todos!

15 de maio de 2012

Mudança de hábitos...

Li no Facebook: 
Enganam-se os homens que pensam que o sonho de toda mulher nao é encontrar o seu príncipe encantado. 
O sonho de toda mulher é comer sem engordar... 

Então vamos lá, cardápio da janta de hoje, algo mais saudável: abobrinha assada.

Ingredientes: 
2 abobrinhas italianas cortadas em fatias compridas
1/2 pimentão vermelho cortado em quadrados (apr. 2cm)
50 gr peito de peru defumado picadinho
1 unidade de Mozarela de Búfala picada
azeitonas
3 cogumelos frescos do tipo champignons (grande e branco) cortados em fatias
2 tomates vermelhos em fatias
azeite de oliva
sal
pimenta
alecrim seco
um pouco de alface de cordeiro
Creme balsâmico

Preparo:
Em uma assadeira, coloque as abobrinhas e tempere com sal, pimenta e alecrim.
Cubra com a Mozarela, peito de peru e azeitonas. Por cima, coloque as rodelas de tomate.
Nas laterais, coloque os pimentões e os cogumelos.
Regue tudo com azeite de oliva.
Leve a assar em 200 C  por cerca de 20 minutos no forno elétrico.
Sirva com alface de cordeiro regada com creme balsâmico.
Fácil, rápido e delicioso.

14 de maio de 2012

Segundona...

06:00 - o relógio desperta
06:01 - eu ponho para despertar meia hora mais tarde e volto a dormir
08:30 - no escritório
09:00 - engatando a segunda marcha
10:00 - palestra
10:40 - outra palestra ... começando a ficar com fome...
11:30 - descubro que eu tenho que apresentar uma palestra semana que vem!
12:30 - marmita time!
13:00 - voltando a trabalhar
14:00 - trabalhando
15:00 - trabalhando...
16:00 - começando a perder o pique... fome
17:15 - entregando os pontos
17:30 - muita fome
18:30 - no mercado
19:00 - saindo do mercado devorando um pacote de bolachas
20:00 - saboreando uma beringela assada com queijo de cabra, pimentoes, bacon e outros temperinhos...
20:30 - estudando uma pequena peca de Bach, coitados dos vizinhos...
21:40 - fome de novo... lanchinho e computador
22:10 - cama

boa noite!

13 de maio de 2012

Saudades daquele colinho...


Nessas datas comemorativas, a saudade aperta e dói mais fundo. 

Se você tem a oportunidade de passar bons momentos com sua mãe,
nao deixe de vive-los intensamente.
Abrace-a o quanto puder,
beije-a também.
Nao economize os elogios.
Esbanje amor para quem algum dia nao mediu esforços para que a sua existência fosse possível.

Te amo mamãe,
mesmo de longe, espero que você sinta o meu abraco... Feliz dia das mães!

12 de maio de 2012

Berlin continua linda

05:30 da manha, estou como um zumbi na estacão. Entro no trem e sento feliz por poder voltar a dormir. 

Lá pelas 10 horas, acordo assustada com a voz eletrônica que dizia: 
reiheim reisheim reisheim Berlin reishen reishen...  
O trem pára e as portas se abrem. Nao pensei duas vezes. Peguei minha bolsa e saí correndo. 
Só quando já estava na plataforma, me dei conta que havia descido na estacão errada. Estava em Berlin, mas muito longe do centro da cidade. Tentei voltar para o meu trem, mas ele saiu correndo de mim... Sniff



Eu gosto muito de viajar de trem. Geralmente a paisagem é linda e nao se precisa passar por todo aquele stress de aeroporto.
Existem 3 classes de trem para viagens longas:
1) Os trens regionais RB, RE e similares (mais lentos e mais baratos). Estudantes viajam de graça nessa categoria em um determinado raio.
2) Trens executivos IC: Um pouco mais rápidos e mais arrumadinhos - claro, também custam um pouquinho a mais.
3) Trens rápidos ICE: aquele trem branco lindo que vai a 300 Km/h. O piso é encarpetado, restaurante a bordo, tomada elétrica, poltronas espaçosas, etc... Eu acho que vale a pena pagar um pouco mais caro para ter esse tipo de conforto.
Você pode fazer um orçamento de viagem ou comprar seu ticket online diretamente aqui (o site também tem versao em ingles): http://www.bahn.de/p/view/index.shtml


E como eu havia perdido o meu trem em Berlin, o jeito foi pegar o dos trens intercity (S-Bahn). Eles sao trens lentos que percorrem dentro das grandes cidades e vão até as cidades vizinhas. Fazem várias paradas.
Dentro das cidades também se encontra o Straßenbahn, que seria um tipo de "bonde". Esses percorrem as regiões centrais, inclusive as áreas onde os carros nao tem acesso. E nos grandes centros, voce também encontra o U-Bahn, que é equivalente ao nosso metro.

Voltando a minha estada em Berlin, fui muito bem recebida na universidade. Apesar do friozinho na barriga, a palestra ocorreu tranquila, os alunos e o professor que me havia convidado se mostraram bastante interessados. O departamento fica localizado ao lado de um jardim muito grande. Os alunos me disseram que frequentemente sao surpreendidos com esquilos, coelhos e até mesmo raposas nas janelas dos escritórios. 
Anoite, fomos jantar e conhecer um pouco a região - que alias, parece ser muito confortável. 
No dia seguinte, passei pela manha na universidade mais uma vez. Agradeci a todos pelo convite e depois fui dar uma voltinha por Berlin, que continua linda como sempre. 
Eu já havia estado em Berlin por uma semana em 2010 (fotos você pode ver aqui e aqui), portanto dessa vez, deixei a câmera em casa e passei pelos mesmos monumentos sem nenhuma preocupação... 
Viajar é bom. 
Chegar em casa depois de uma viagem, é melhor ainda...

9 de maio de 2012

Vamos que vamos...

Depois de passar o dia todo trabalhando, entre reuniões e simulações, ainda tive que passar no centro correndo para fazer algumas comprinhas.
Isto porque amanha preciso dar uma palestra em Berlin, então achei que precisava estar apresentável.
Por ser mulher, eu amo fazer compras. Mas, por ser engenheira, eu odeio gastar dinheiro ou perder tempo nas lojas.
Acho que isso dá um equilíbrio interessante... Em apenas 40 minutos, eu fui ao shopping, achei umas promoções e comprei tudo o que eu precisava, bom e barato. Simples assim.
Arrumar malas? Nao, nenhuma! Para ficar apenas dois dias fora, vou apenas com minha bolsa a tira colo mesmo. Praticidade em primeiro lugar.
Quando se viaja sozinha de trem, a melhor coisa é nao ter muito o que carregar.
Então vamos que vamos, amanha Berlin!


8 de maio de 2012

Os folgados da internet # O típico chato(a) do Facebook

Inspirada pela série da globo "As brasileiras" - que você pode assistir na íntegra pelo youtube (mas nao estou dizendo que eu recomendo isso...) - resolvi criar a minha própria série de posts: Os folgados da internet...

- Ele/ela te adiciona primeiro e pergunta se te conhece depois. Só existem duas alternativas: ou ele/ela nao te conhece mesmo (mas gostou da sua foto), ou ele te conhece mas quer dar uma esnobadinha e fingir que nao se lembra direito...
- Ele/ela atualiza a foto do perfil todos os dias para mostrar o quanto sua beleza foi aprimorada ao longo da semana.
- Ele/ela  atualiza seu status de 5 em 5 minutos com frases do tipo:  bom dia/boa tarde/boa noite, ai que sono, tomando banho, minha unha quebrou, muito cansado, sexta-feira chega logo, que preguiça, assistindo teve, etc.
- De vez em quando, ele/ela posta alguma frase mais culta de algum escritor famoso cujos livros ele/ela nunca leu...
- Ele/ela te envia convites diários dos mais inúteis jogos e aplicativos.
- Ele/ela marca o rosto dos amigos nas piores fotos (olhos fechados, surpresa, descabelado).
- As vezes ele/ela nao é tao bonito(a) assim, mas pensa que quanto mais fotos tirar em frente ao espelho, maiores serão as chances de reverter essa realidade...
- A mãe dele(a) fez uma conta no Facebook recentemente. Por isso, o chato(a) precisa postar diariamente fotos de tudo o que ele/ela come (pão com manteiga, leite com chocolate, bolacha de água e sal...), para que sua mãe de certifique que o chato(a) está se alimentando corretamente.
- Todo mundo já viu a tal foto/notícia/charge ou seja lá o que for. Duas dúzias dos seus amigos já compartilharam esse conteúdo. A sua tia já viu, a sua avó e até o cachorro da sua vizinha também. Mas o chato(a) do Facebook PRECISA compartilhar novamente...
- Ele/ela nao descarrega as fotos da câmera para o computador, mas já faz o upload diretamente do cartão. Esse é o pesadelo do servidor! Nao seleciona foto nenhuma, simplesmente joga todas em algum álbum...

Que bom seria se todos se começássemos a utilizar os nossos recursos com mais sabedoria? 

7 de maio de 2012

A inspiração de final de tarde


Ela me distrai,
me eleva,
me completa...

Amo monocromáticos...

5 de maio de 2012

Custo de vida para estudantes na Alemanha # Alimentacao

Um chinesinho que trabalha em um escritório próximo do meu chegou a morar alguns meses com um rapaz brasileiro recém chegado na Europa. Sobre suas primeiras impressões a respeito do colega de república, ele me disse:
- Existe um prato típico brasileiro que o meu colega come todos os dias. É muito gostoso. Sao ovos misturados com queijo e fritos em uma frigideira. Você também come isso sempre?

Mesmo que a alimentação na Alemanha seja um tanto diferente no início, existem maneiras de sobreviver sem precisar recorrer ao omelete de queijo diariamente.

Bandeijão: 
Para quem nunca foi um frequentador assíduo da cozinha, comer no refeitório estudantil (em alemão MENSA) pode ser uma boa alternativa. Diferentemente da minha universidade no Brasil, no Mensa encontram-se muitas e variadas opções de cardápio. Claro, nao é um restaurante 5 estrelas e nem comidinha da mamãe. Mas pode-se fazer uma refeição balanceada e completa por algo em volta de 4 euros.

Fast food: 
Passando em um dia de semana pelo centro da cidade, nao faltaram opções de comida barata e rápida.
McDonalds: por 1.5 Euro você come um Mcdouble
BurgerKing: por 1 Euro você come um Chese Burger
Em qualquer esquina você pode comprar um Bratwurst, pão com salsicha típico alemão por apenas 2 euros.
Pizza e derivados: Pizza Hut, Ditsch e outras muitas casas de pizza que podem ser encontradas por aqui. Os preços variam de acordo com a qualidade. Você pode comprar um pedaço de pizza por apenas cerca de 2 euros ou até uma pizza inteira por 4 euros.
Comida chinesa também é uma boa saída para fastfood, talvez a mais saudável. Um prato com arroz, legumes e algum tipo de carne custa de 4-8 euros. Um bouffet do tipo "coma o quanto puder" custa em torno de 8 euros.

No lunch: 
Na Alemanha, diferentemente do Brasil, ninguém pára de trabalhar por duas horas para almoçar, descancar e depois voltar a labuta. Pode acontecer de você ter que assistir aulas de laboratório que começam as 12:00 e acabam as 14:00 Hr.  Horário de almoço aqui nao é algo sagrado.  Por isso, muitas vezes, carregar um lanchinho e passar o almoço apenas com um sanduíche é as vezes necessário. Algumas pessoas apenas comem "comida de verdade" na hora da janta - as 18:00.
O mais barato é claro, comprar o pão e os frios no mercado, montar o seu sanduíche em casa e levar já pronto na mochila. Alias, alemão tem mania de fazer isso quando viaja, para nao gastar com restaurantes...

Comida caseira: 
O jeito mais saudável e barato de se alimentar por aqui. Muita gente come de marmita mesmo - inclusive eu. Prepara-se a comida em casa no dia anterior conforme a maneira desejada. No dia seguinte é só esquentar. Achar um microondas pela faculdade nao é uma tarefa difícil. O prédio onde eu trabalho tem 4 andares e uma cozinha por andar. Além de esquentar a sua própria comida, você também pode cozinhar por lá se quiser - e tiver tempo!  Com relacao a compra dos alimentos, o precos dos mercados pode variar consideravelmente. Mas no geral, mesmo os produtos de preço inferior possuem uma boa qualidade.  Muitas pessoas optam pelos produtos Bio (orgânico) que custam até 3 vezes mais que os produtos convencionais. Um mercado Bio bastante conhecido é o Alnatura. Porém, fazer compras 100% bio estão muitas vezes fora do alcance de um estudante. Um outro mercado de excelente qualidade é o Tegut. Eles tem uma política administrativa muito boa, boa organização e produtos de altíssima qualidade. Mas o preço também nao é dos mais convidativos. O meu mercado favorito é o Rewe. Lá se pode encontrar produtos bons a preços acessíveis. Existem mercados mais baratinhos como o Aldi e o Penny. Mas muitas vezes a variedade nao é muito grande e a qualidade dos produtos frescos nao é tao boa. A lei das sacolinhas aqui já é válida desde sempre. Se você nao levar a sua própria sacola de casa tem que pagar 10 centavos de Euro no mínimo por uma nova. Alemães nao gostam de mercados grandes. A maioria dos mercados são bem pequenos, mas tem um em casa esquina. Para um um estudante eu estipulo um gasto mensal mínimo de 300 Euros para uma alimentação balanceada e equilibrada - mas sem muitos luxos.

E voltando ao chinesinho, ele também chegou a experimentar brigadeiros, mas reclamou que grudavam nos dentes...

3 de maio de 2012

As vezes acontece

de encontrarmos em nosso caminho pessoas sobremaneira especiais. 
Sim, são raras essas vezes... 
Mas aquele tipo de pessoa que realmente dá prazer de ter por perto. 
Pessoas cuja presença é indescritivelmente agradável. 
Possuem um sorriso modesto, 
uma postura simplesmente educada, 
uma voz segura e sem arrogância. 
Alias, sem muitos acessórios... 
Sem excessos. Sem extravagancias desnecessárias. 
Sem muitos toques, sem muitas piadinhas... 
Muitas vezes o menos é mais. 
Mais elegância, mais nobreza... 
e definitivamente, mais inteligencia! 
Pessoas como estas são preciosidades ameaçadas de extinção...  
Aparecem em um dia qualquer, 
em um lugar qualquer, de onde menos se poderia imaginar... 

hum, esse poste me parece ser familiar...

2 de maio de 2012

1 de maio de 2012

Dia do Trabalho é...

(precisei remover algumas fotos, a pedidos...)
(some photos were necessary to be removed)


...ironicamente o dia em que ninguém trabalha. 

Resolvemos então aproveitar o que a primavera tem de bom: Aspargos!


Os aspargos sao servidos cozidos, regados a molho holandes, ou manteiga. Tradicionalmente sao acompanhados de batatas e presunto, mas existem muitas variações. 

Fomos junto com um outro casal de amigos até um festival dos produtores locais para aproveitar essas delícias bem fresquinhas.


Os trabalhadores vem da Polônia nesta época do ano apenas para ajudar na colheita. 


Fofurices da fazenda: 


Mas tudo assim bem rústico. 



Ah, e os morangos! Tao lindos!



Curiosamente, esse pedaço de zona rural fica localizado bem atrás do shopping center, assim, bem no meio da zona urbana! A integração campo-cidade na Alemanha é fantástica...