Veja também:

26 de outubro de 2009

Fotos da Lua





Eu ainda não fui lá, mas consegui tirar algumas fotos daqui mesmo...

25 de outubro de 2009

20 de outubro de 2009

Qualificação de Mestrado


Por essa já passei... Agora rumo à defesa!

DO FOR OTHERS WHAT GOD DOES FOR YOU

You and I have the privilege to do for others what God does for us. How do we show people that we believe in them?

SHOW UP
Nothing takes the place of your presence. Letters are nice. Phone calls are special, but being there in the flesh sends a message.

Do you believe in your kids? Then show up. Show up at their games. Show up at their plays. Show up at their recitals. It may not be possible to make each one, but it's sure worth the effort. Do you believe in your friends?
Then show up. Show up at their graduations and weddings. Spend time with them. You want to bring out the best in someone? Then show up.


LISTEN UP
You don't have to speak to encourage. The Bible says, "It is best to listen much, speak little" (James 1:19 TLB). We tend to speak much and listen little. There is a time to speak. But there is also a time to be quiet. That's what my father did.

Dropping a fly ball may not be a big deal to most people, but if you are thirteen years old and have aspirations of the big leagues, it is a big deal. Not only was it my second error of the game, it allowed the winning run to score.

I didn't even go back to the dugout. I turned around in the middle of left field and climbed over the fence. I was halfway home when my dad found me. He didn't say a word. Just pulled over to the side of the road, leaned
across the seat, and opened the passenger door. We didn't speak. We didn't need to. We both knew the world had come to an end. When we got home, I went
straight to my room, and he went straight to the kitchen. Presently he appeared in front of me with cookies and milk. He took a seat on the bed, and we broke bread together. Somewhere in the dunking of the cookies I began to realize that life and my father's love would go on. In the economy of male adolescence, if you love the guy who drops the ball, then you really love him. My skill as a baseball player didn't improve, but my confidence in Dad's love did. Dad never said a word. But he did show up. He did listen up. To bring out the best in others, do the same, and then, when appropriate:


SPEAK UP
You have the power to change someone's life simply by the words that you speak. "Death and life are in the power of the tongue" (Prov. 18:21 NKJV).
That's why Paul urges you and me to be careful. "When you talk, do not say harmful things, but say what people need-words that will help others become stronger" (Eph. 4:29).

Earlier I gave you a test for love. There's also a test for the tongue.
Before you speak, ask: Will what I'm about to say help others become
stronger? You have the ability, with your words, to make a person stronger.
Your words are to their soul what a vitamin is to their body.

If you had food and saw someone starving, would you not share it? If you had water and saw someone dying of thirst, would you not give it? Of course you would.

Then won't you do the same for their hearts? Your words are food and water! Do not withhold encouragement from the discouraged.

Do not keep affirmation from the beaten down! Speak words that make people stronger. Believe in them as God has believed in you.

by Max Lucado

18 de outubro de 2009

A TESE DO COELHO

Num dia lindo e ensolarado o coelho saiu de sua toca, com o "notebook" e pôs-se a trabalhar, bem concentrado. Pouco depois passou por ali uma raposa, e viu aquele suculento coelhinho tão distraído, que chegou a salivar. No entanto, ela ficou intrigada com a atividade do coelho e aproximou-se, curiosa: - Coelhinho, o que você está fazendo aí, tão concentrado?
- Estou redigindo a minha tese de doutorado, disse o coelho, sem tirar
os olhos do trabalho.
- Hummmm... e qual é o tema da sua tese?
- Ah, é uma teoria provando que os coelhos são os verdadeiros predadores naturais das raposas. A raposa ficou indignada:
- Ora!!! Isso é ridículo!!! Nós é que somos os predadores dos coelhos!
- Absolutamente! Venha comigo à minha toca que eu te mostro minha prova experimental.
O coelho e a raposa entram na toca. Poucos instantes depois ouvem-se alguns ruídos indecifráveis, alguns poucos grunhidos e depois... silêncio. Em seguida, o coelho volta, sozinho, e mais uma vez retoma aos trabalhos de sua tese, como se nada tivesse acontecido.
Meia hora depois passa um lobo. Ao ver o apetitoso coelhinho tão distraído, agradece
mentalmente à cadeia alimentar por estar com o seu jantar garantido. No entanto, o lobo também acha muito curioso um coelho trabalhando naquela concentração toda e resolve então saber do que se trata aquilo tudo, antes de devorar o coelhinho:
- Olá, jovem coelhinho. O que o faz trabalhar tão arduamente?
- Minha tese de doutorado, seu lobo. É uma teoria que venho desenvolvendo há algum tempo e que prova que nós, coelhos, somos os grandes predadores naturais de vários animais carnívoros, inclusive dos lobos.
O lobo não se conteve com a petulância do coelho:
- Ah! Ah! Ah! Ah! Coelhinho! Apetitoso coelhinho! Isto é um despropósito. Nós, os lobos, é que somos os genuínos predadores naturais dos coelhos. Aliás, chega de conversa...
- Desculpe-me, mas se você quiser eu posso apresentar a minha prova experimental. Você gostaria de acompanhar-me a minha toca?
O lobo não consegue acreditar na sua boa sorte. Ambos desaparecem toca adentro. Alguns instantes depois ouvem-se uivos desesperados, ruídos de mastigação e... silêncio. Mais uma vez o coelho retorna sozinho, impassível e volta ao trabalho de redação da sua tese, como se nada tivesse acontecido.
Dentro da toca do coelho vê-se uma enorme pilha de ossos ensangüentados e pelancas de diversas ex-raposas e, ao lado desta, outra pilha ainda maior de ossos e restos mortais daquilo que um dia foram lobos. Ao centro das duas pilhas de ossos, um enorme LEÃO, satisfeito, bem alimentado, palitando os dentes.
MORAL DA HISTÓRIA:
1. Não importa quão absurdo seja o tema de sua tese;
2. Não importa se você não tem o mínimo fundamento científico;
3. Não importa se os seus experimentos nunca cheguem a provar sua teoria;
4. Não importa nem mesmo se suas idéias vão contra o mais óbvio dos conceitos lógicos;
5. O que importa é QUEM ESTÁ APOIANDO SUA TESE...

14 de outubro de 2009

Pensa, pensa, pensa...


tanta coisa pra fazer...
por onde eu começo???

12 de outubro de 2009

11 de outubro de 2009

Congresso em Foz do Iguaçu...





Passei a semana em Foz do Iguaçu no congresso C3N (http://www.c3n.pti.org.br/drupaltemp/index.php).
Gostei muito da cidade, alias, achei muito parecida com a minha.
Surpreendeu-me a quantidade de mulçumanos por lá. Eu não sabia que tinhamos muitos imigrantes árabes no Brasil. Eles vem pelo Paraguay e se instalam em Foz do Iguaçu. São donos de muitos estabelecimentos comerciais.
(Alias, lá seria um bom esconderijo para o Bin Laden...)

Welcome to Argentina!






A confusão na famosa "Ponte da Amizade" que liga Brazil e Paraguay me assustou um pouco. Alias, ponte essa que dizem ser o problema de Foz do Iguaçu. Nesse acordo, o Brasil entrou com a ponte e o Paraguay com a amizade...
Decidimos, então, descer na Argentina, para ver se as coisas por lá eram mais amigáveis que no Paraguay.
Nesse aspécto, dizem as más linguas, nossos hermanos Argentinos foram mais espertos: fizeram uma ponte que os ligasse com o Brasil, mas não quizeram conexão com o Paraguay.
Fomos de carro, confiando no GPS, que, alguns metros após a fronteira deixou de funcionar... Não tinhamos "pesos" (moeda argentina), apenas reais e cartões de crédito, que não eram aceitos em muitos lugares... E ainda por cima, o combustível estava quase acabando. Foi meio que uma aventura.
Por fim, chegamos ao nosso destino: as cataratas. Era tudo lindo por lá. Mas eu brinquei tanto com a camera durante a viajem que as baterias se esgotaram quando chegamos lá... :(
Não tenho nenhuma foto na catarata!
Preciso ir la novamente!

10 de outubro de 2009

welcome to Paraguay!



Minhas andaças me levaram a me aventurar fazendo compras no Paraguay...
Não consegui ficar mais de duas horas naquela muvuca!
Pegamos um taxi de volta rapidim...



Fazer compras em lojas que o vigia carrega uma arma desse tamanho não da muito certo, nao.

4 de outubro de 2009

On me dit que le temps qui glisse est un salaud...



On me dit que le destin se moque bien de nous
Qu'il ne nous donne rien et qu'il nous promet tout
Parais qu'le bonheur est à portée de main,
Alors on tend la main et on se retrouve fou
Pourtant quelqu'un m'a dit ...

2 de outubro de 2009

Um MEIO ou uma DESCULPA?

Por Roberto Shinyashiki

Não conheço ninguém que conseguiu realizar seu sonho, sem sacrificar feriados e domingos pelo menos uma centena de vezes.

Da mesma forma, se você quiser construir uma relação amiga com seus filhos, terá que se dedicar a isso, superar o cansaço, arrumar tempo para ficar com eles, deixar de lado o orgulho e o comodismo.

Se quiser um casamento gratificante, terá que investir tempo, energia e sentimentos nesse objetivo. O sucesso é construído à noite!

Durante o dia você faz o que todos fazem. Mas, para obter um resultado diferente da maioria, você tem que ser especial. Se fizer igual a todo mundo, obterá os mesmos resultados.

Não se compare à maioria, pois, infelizmente ela não é modelo de sucesso.

Se você quiser atingir uma meta especial, terá que estudar no horário em que os outros estão tomando chopp com batatas fritas. Terá de planejar, enquanto os outros permanecem à frente da televisão. Terá de trabalhar enquanto os outros tomam Sol à beira da piscina.

O mundo não está nem aí, se você está cansado ou triste; ele não para. E quem vive lamentando ou reclamando da vida nunca vai conseguir chegar em lugar nenhum.

A realização de um sonho depende de dedicação. Há muita gente que espera que o sonho se realize por mágica, mas toda mágica é ilusão, e a ilusão não tira ninguém de onde está, em verdade a ilusão é combustível dos perdedores pois...

Quem quer fazer alguma coisa, encontra um MEIO. Quem não quer fazer nada, encontra uma DESCULPA.

O que você faria se tivesse 10 horas de sobra no seu dia?



ou então...



ou ainda...



talves algo não tão inútil...



ou...



ou pra impressionar...



eu podia me esticar mais...



ou com mais coragem...



mas como eu nao tenho esse tempo todo... hora de voltar ao trabalho...

Missing 6583 Quinpool...



Shinae do you remember this???