Veja também:

6 de janeiro de 2013

Transplante de medula

Doe células, doe vida

Acredito que pessoas normais procurem nao ocupar os seus pensamentos com determinados tipos de problema até o dia em que eles batem a sua porta.
Claro que, algumas situações mais graves certamente nao atingirão a uma grande maioria.
Então, confiantes que estamos salvos por uma estranha questão de probabilidade, entregamos nossos dias a uma despreocupada e ignorante vivencia, num triste desprezo a aqueles que enfrentam sérias complicações de vida...

Provavelmente nós todos já ouvimos falar em leucemia, ou câncer no sangue. Provavelmente também já ouvimos falar que através de um transplante de medula óssea o paciente pode ser curado, e que existe uma certa dificuldade em se encontrar um doador compatível. Mas o que talvez seja menos conhecido é o que se pode fazer para ajudar. Todos nós podemos nos cadastrar em centros de transplante de medula.

No Brasil
Em Portugal
Na Alemanha

Um simples exame de sangue dirá se o voluntário está apto ou nao para doar suas células. Para os doadores aprovados, as informações biológicas são armazenadas em um banco de dados internacional. O doador é apenas contactado caso alguma pessoa com leucemia em algum lugar do mundo possuir características compatíveis o suficiente para que um transplante seja adequado.

Passeando anoite por Köln
Recentemente, o alemão foi chamado para doar sua medula óssea. Pouco antes do natal ele foi informado que havia um paciente em sérios riscos de vida precisando de suas preciosas células. Ele havia se cadastrado há alguns anos atras, quando uma amiga de sua mãe adquiriu leucemia, mas nao imaginava ser chamado depois de tanto tempo.
Os procedimentos preparatórios para o doador incluem duas injeções diárias no estomago de um medicamento chamado Granocytye durante cinco dias anteriores ao transplante. Essa medicação promove a proliferação das células e sua liberação para a corrente sanguínea  Os efeitos colaterais incluem febre, dores nos ossos, dores de cabeça  fraqueza e mal estar. Por esse motivo, apenas doadores em saúde plena são aceitos.
O transplante foi realizado no instituto Cellex, em Köln, onde ficamos por três dias. Tive permissão para acompanhar parte dos procedimentos médicos, que duraram cerca de quatro horas.
E porque ele é mesmo um típico alemão (loiro, 1.88 m de altura, olhos azuis e forte como um touro), nao apresentou grandes complicações durante o processo. Depois de tudo terminado ele ainda queria ir comer um bom churrasco.
Pátio central
Até o momento, nós nao temos nenhuma informação sobre quem foi o paciente que recebeu a medula. Tudo é feito com muito sigilo e segurança para evitar qualquer forma de extorsão. Por vezes, nos sentimos tentados a pensar em quem seria a pessoa necessitada. Seria uma criança pobre? Seria um idoso com alguns netinhos? Seria um jovem todo tatuado? Seria um homossexual? Seria um adolescente que toca piano clássico? Seria uma mãe de muitos filhos? Quem seria essa vida pela qual o alemão estava sofrendo para tentar salvar?
E por qual motivo estranho nos parecia mais justo que uma criança recebesse todo aquele sacrifício do que um adulto que tivesse um passado carregado de erros? Os trapos de imundícia, que são a nossa própria justiça  nos faziam pensar que algumas pessoas poderiam ser mais merecedoras do que outras. Ora, pelo bom pode até ser que alguém se anime a morrer. Mas por um pecador, quem se prontificaria a sofrer por ele?
E eu estava lá sentada na sala de espera da clínica. Olhando para o mapa mundi pregado na parede e as muitas bandeirinhas representando os pacientes que já foram salvos em diversos locais. Havia uma pequena bandeirinha em Sao Paulo. O fato que me veio a mente naquele momento foi o amor de Deus por nós ao enviar seu único filho para sofrer por nós. Estávamos todos já condenados a morte, cheios de erros, com nosso passado carregado de pecados. Mas Ele nao olhou para isso. Ele nao nos diferenciou. Ele sofreu por todos nós. Ele nos amou.
O Alemão feliz na churrascaria. 
E no final, o amor é a resposta para tudo.
Por amor, nós seguimos o exemplo de Jesus.

Depois de sua recuperação, o alemão diz estar feliz por ter ajudado a salvar uma vida. Ele também se sente muito grato a Deus por ser saudável e diz prestar mais atenção a essas pequenas bençãos diárias de agora em diante.

17 comentários:

  1. Ana, conta mais... quantos dias a pessoa precisa para se recuperar? Além dos 5 dias de espera, e das injeções, o que mais é necessario?
    Quais sao os riscos?
    Depois da primeira doação, a pessoa pode doar de novo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Inie,

      a recuperacao completa dura dois anos...
      Mas depois de algumas semanas já se pode fazer esportes novamente.
      É necessário se tomar muito cuidado com possíveis infeccoes durante o tempo de recuperacao.
      Pode-se doar de novo após os dois anos.

      Excluir
  2. Inspirador.
    O mais interessante é que um gesto tão nobre, esse caminho mais excelente encontra um paralelo no ato de Deus enviar Seu Filho por nós. O Evangelho. Ou será que o é o Evangelho que encontra uma pequena expressão ou representação em atos como esse?
    Deus não pode ser definido, isso é conclusão lógica ao pensar no Deus Todo-Poderoso, porém, a bíblia ousa dizer: Deus é amor.
    E o amor aconteceu nessa situação descrita por vc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Danilo,
      acredito também que o amor seja um mandamento.
      Está escrito: Ame
      Amor é algo além de um sentimento.
      É uma questão de escolha.

      Excluir
  3. Puxa vida, Débora. Eu me arrepiei ao ler sua postagem.
    Maravilhosa a atitude do seu alemão, generosidade anônima que salvou uma vida... Em algum lugar do globo... De uma pessoa que será grata, eternamente grata.
    Jesus veio ao mundo manso e humilde. Nos ensinou tanto... Temos um exemplo maravilhoso de conduta e seguir seus ensinamentos eleva a alma e o coração.
    Parabéns a vocês!
    Bjim
    Márcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Márcia,
      obrigada!
      bom sábado para voce!
      bjsss

      Excluir
  4. Que gesto bonito o dele, mande meus parabéns. Me encorajou a fazer o cadastro de doador.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Graziella,

      faca sim! Podes salvar uma vida!

      bjsss

      Excluir
  5. Câncer é um doença muito triste...
    Lindo gesto... seu Alemão está de parabéns, Engenheira!
    Vou até pesquisar melhor sobre isso... beijos e linda noite!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :)
      um bom final de semana para voce Barbie!
      bjsss

      Excluir
  6. Debora, post muito legal para desmistificar a doacao de medula! Muita gente nao conhece o procedimento, e post como estes sao otimos para estimular doadores!!! Bjsss

    ResponderExcluir
  7. Anna, essa é uma excelente iniciativa! Há uns meses atrás eu pensei seriamente em inscrever-me mas, ao investigar mais sobre os procedimentos caso realmente tivesse que doar, eu ia desmaiando. Parece estúpido, mas a verdade é que sou demasiado sensível em relação a procedimentos assim, e não quero inscrever-me para depois não cumprir a minha palavra - li algures que infelizmente há imensos casos assim. Eu espero um dia ganhar forças para inscrever-me sem sombras de dúvidas. Parabéns ao seu alemão pela sua coragem! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Joana,
      sim o procedimento é cansativo, mas acho que a satisfação por salvar uma vida é recompensadora...
      bjsss

      Excluir
  8. Nossa! que orgulho do seu alemão... muito bacana o que ele fez...
    Otimo post!!! otimo exemplo!!
    beijosssssss

    ResponderExcluir
  9. Olá Débora!!!

    Que linda atitude e belo exemplo!!! Um orgulho para você e para família do alemão, ele é um homem humano e generoso, é disso que o mundo precisa!!!
    Bjs :)

    ResponderExcluir

me presenteie com um sorriso, comente!